A PSICÓLOGA NO FACEBOOK     |     VÍDEOS     |     CONSULTÓRIO     |     PÁGINA INICIAL

7.4.14

DETETOR DE SARILHOS


Muitos gostariam de possuir um afinado detetor de mentiras. Um dispositivo, uma ferramenta, uma mezinha - qualquer coisa que permitisse detetar os momentos em que o mais-que-tudo não estivesse a dizer a verdade. Precisamos de nos sentir seguros no Amor. Precisamos de ter a certeza de que aquela pessoa é confiável. Que faz as escolhas certas, mesmo quando não está sob o nosso olhar. E, mesmo que saibamos que a confiança não depende apenas de provas concretas, andamos muitas vezes concentrados em buscar provas de que o Amor do outro - e a sua fidelidade - é real.

Não há, por enquanto, um polígrafo portátil para cada relação. Tão pouco me pareceria ajustada a ideia de sujeitar a pessoa amada a qualquer interrogatório. Para ser franca, isso está mais próximo da violência emocional do que do amor romântico.

Mas cada um de nós possui o seu próprio detetor de mentiras. Mais: cada um de nós possui um detetor de sarilhos. Basta que estejamos (mesmo) atentos e que desenvolvamos a nossa sensibilidade. Estar atento é não ignorar os apelos e queixas do mais-que-tudo. É dar resposta quando ele(a) diz que precisa de atenção. É parar de implicar quando a pessoa amada diz que se sente híper-criticada. É dar afeto sempre, de forma clara, espontânea e frequente. Mas também é pensar bem antes de dizer qualquer coisa que pura e simplesmente "não cheira bem". Se há o risco de ferir, se há o risco de o outro se sentir atacado, o melhor é ficar calado. Repensar. Refrear. Para evitar sarilhos, está a ver?

As pessoas com detetor de sarilhos apurado não se limitam a perceber que há algo errado no comportamento do parceiro quando, depois de anos a vir almoçar a casa, a escolha muda e coincide com a chegada de uma colega nova. Não se limitam a perceber que há desculpas esfarrapadas que cheiram a esturro e às quais fechar os olhos seria um sinal de infantilidade e falta de amor-próprio. Não se limitam a olhar para fora. Olham, em primeiro lugar, para dentro. Para o seu comportamento, para aquilo que podem fazer para prevenir o aparecimento de problemas sérios.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...