A PSICÓLOGA NO FACEBOOK     |     VÍDEOS     |     CONSULTÓRIO     |     PÁGINA INICIAL

24.8.16

3 DICAS PARA MELHORAR A SUA VIDA SEXUAL


Sex shops. Brinquedos sexuais. Pornografia. Captei a sua atenção? Ótimo! Afinal, o sexo é uma componente importante na vida de um casal e, mesmo que não tenha razões de queixa a esse respeito, vale a pena parar para pensar se está a fazer o que pode para que quer você quer o seu companheiro se sintam genuinamente felizes e satisfeitos (também) deste ponto de vista. Ao contrário do que possa parecer, este post não é tanto sobre a importância da introdução de novidades que possam apimentar a sua vida sexual. Esse é o tipo de artigos que encontramos quase todas as semanas em revistas de capas brilhantes que nos anunciam com letras garrafais que encontraram “O” segredo para reavivar a paixão até das relações mais moribundas. Enquanto psicóloga e terapeuta conjugal o meu foco é – tem de ser – outro.



Então, o que é que a ciência diz? O que é que mostram as investigações nesta área da Psicologia?

A paixão envolve acima de tudo envolvimento emocional intenso. Sabe o que é que isto significa? Significa que tem sido possível verificar que os casais mais felizes e apaixonados, aqueles que apresentam sinais claros de satisfação conjugal E SEXUAL são aqueles que mais se entregam do ponto de vista emocional. As pessoas que sabem como lidar com as suas emoções e com as emoções do companheiro e que o fazem com regularidade são também aquelas que fazem MAIS E MELHOR SEXO. Têm mais orgasmos, mais prazer em geral e menos queixas.

Importa, por isso, perceber o que é isso de ter ENVOLVIMENTO EMOCIONAL INTENSO.

Como é que isso se desenvolve? O que é que cada um de nós pode fazer para promover a intimidade emocional de maneira a que o sexo seja mais do que um conjunto de movimentos que conduzam ao orgasmo?

Siga estas 3 dicas:

1. PRESTE ATENÇÃO AOS SINAIS QUE O SEU COMPANHEIRO TRANSMITE.

Quantas vezes deu por si a pensar que, apesar de estar nu à frente da pessoa que ama, ela não está verdadeiramente lá? Entregarmo-nos do ponto de vista sexual também é entregarmo-nos do ponto de vista emocional e ninguém consegue estar genuinamente “lá” se, por algum motivo, estiver a retrair-se emocionalmente. Assim, da próxima vez que olhar para a pessoa de quem gosta, quer esteja na cama ou à mesa de jantar, preste atenção aos sinais que ela lhe transmite e pergunte “Onde estás?”. Procure interessar-se GENUINAMENTE pelos seus sentimentos, dúvidas ou preocupações.

2. PARTILHE. MUITO.

Recorde-se da definição de paixão segundo a ciência: envolvimento emocional intenso. Isso significa que deve ser capaz de contar com a pessoa de quem gosta partilhando todos os dias aquilo que acontece no “seu mundo”.



Essa partilha deve envolver entrega e acolhimento. Se cada um assumir uma postura de investimento mas também de disponibilidade para ouvir e amparar, é muito mais provável que, na hora da intimidade sexual, haja sintonia.

3. PRESTE MUITA ATENÇÃO.

OK, você pode escolher partilhar o seu mundo e mostrar interesse pelo mundo da pessoa de quem gosta. Pode fazer perguntas do género “Como foi o teu dia, querida?” e fazer um esforço para se lembrar dos episódios mais importantes do seu dia de trabalho. De nada lhe valerão esses esforços se, à medida que o seu amor começar a relatar um acontecimento importante (para ele), o seu olhar estiver vidrado no telemóvel. Pode não dar conta mas o mais provável é que a pessoa que ama se sinta desamparada e até certo ponto rejeitada. Prestar MESMO atenção é perceber que há alturas em que a pessoa de quem gostamos precisa da nossa atenção TOTAL. Precisa de sentir que é a nossa prioridade e que quando está em sofrimento tudo o resto passa para segundo plano. Incluindo o telemóvel.


Há uma diferença considerável entre ouvir uma música e senti-la, certo? Também é assim com as emoções e com o sexo. Experimente sentir.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...