A PSICÓLOGA NO FACEBOOK     |     VÍDEOS     |     CONSULTÓRIO     |     PÁGINA INICIAL

2.9.15

10 HÁBITOS DAS PESSOAS QUE LIDAM BEM COM O STRESS


Já reparou que algumas pessoas parecem enfrentar as dificuldades com mais sabedoria do que outras? Se olhar à sua volta, é possível que se dê conta de que conhece algumas pessoas que “vão abaixo” à primeira contrariedade enquanto outras parecem feitas de aço, tamanha é a resistência que evidenciam perante os mais diversos obstáculos. Em Psicologia esta capacidade tem um nome: chama-se resiliência. E a parte mais positiva é que se trata de uma capacidade que qualquer um de nós pode desenvolver. Se quiser tornar-se numa pessoa mais resiliente, preste atenção a estes hábitos:

1. FAÇA (HOJE) O QUE ESTIVER AO SEU ALCANCE PARA MELHORAR A SUA AUTOESTIMA (AMANHÃ).

Ser resiliente não é achar-se o maior em tudo. Não é ter uma autoestima à prova de bala. Não é estar sempre seguro. Pelo contrário, ser resiliente é reconhecer que há alturas em que precisa de ajuda, é perceber que há áreas que podem/ devem ser melhoradas. Às vezes isso quer dizer que não podemos contar apenas connosco e que temos mesmo de recorrer a algum apoio. Noutras alturas isso significa que é preciso parar e avaliar em que áreas é preciso fazer novas aprendizagens para conseguirmos atingir os nossos objetivos.

2. MERGULHE EM TAREFAS CRIATIVAS.

A criatividade é muitas vezes menosprezada. Algumas pessoas focam-se de tal maneira nos problemas, achando que essa é a única forma de os resolver, e acabam por encontrar apenas uma ou duas saídas.


Em resultado desses esforços, acabam por resolver também os seus problemas de formas mais criativas. Se já pratica alguma atividade que puxe pelo seu lado mais criativo, não a encare como uma perda de tempo – esse investimento pode revelar-se frutífero.

3. NÃO DESEJE SEMPRE A MUDANÇA.

O ditado diz que “quem está mal, muda” mas a verdade é que há alturas na vida em que é preciso aguentar firmemente na mesma posição e manter o foco, reconhecendo que não há condições para mudar (pelo menos para já). Ser resiliente é reconhecer estes momentos e tentar tirar o melhor partido da situação tal como está.

4. FOQUE-SE NOS OBJETIVOS.

Quantas vezes deu por si absorvido pelas dificuldades que tem em mãos, esquecendo-se do(s) objetivo(s) por que está a lutar? A melhor forma de ser bem-sucedido – no trabalho, num projeto de emagrecimento, na luta contra a infertilidade ou noutra área da vida – é manter o foco no objetivo em vez de passar todo o tempo a focar-se nas dificuldades. Os obstáculos existem, não devem ser ignorados ou menosprezados mas é fundamental que se lembre frequentemente de quão positiva é a meta que quer atingir.

5. CERQUE-SE DE PESSOAS POSITIVAS.

Não é preciso fugir das emoções negativas. As pessoas resilientes também se entristecem, também se enfurecem, também vão abaixo. Lidam com todas as emoções, aceitando-as e aprendendo a geri-las. Desejam constantemente superar-se a si mesmas, melhorando o que houver a melhorar e, para isso, reconhecem a importância de estarem rodeadas de pessoas que as inspirem.


6. …E APRENDA A LIDAR COM TODAS AS OUTRAS.

As pessoas mais felizes e resilientes não vivem num mundo à parte. Pelo contrário, uma das coisas que as caracterizam é a aceitação da realidade, tal como ela é. Isso também quer dizer que fazem o que estiver ao seu alcance para lidar com todas as pessoas que estão à sua volta – mesmo as mais negativas. Ser resiliente também é encontrar estratégias para lidar com o conflito, é ser capaz de lidar com o confronto e tentar retirar sempre o melhor de cada experiência (e por que não de cada pessoa também?).

7. MANTENHA UMA POSTURA ATIVA.

Ficar parado à espera que a tempestade passe não é opção. Essa é a estratégia que algumas crianças utilizam – encolhem-se, cheias de medo, à espera que os problemas se evaporem. Não escolha ficar acomodado e pare de se queixar. Assuma uma postura ativa. Procure fazer coisas que o aproximem – mesmo que lentamente – dos seus objetivos. Investigue, aprenda, assuma uma postura curiosa, uma vontade genuína de querer saber e vá à luta.

8. PRATIQUE DESPORTO E/OU MEDITAÇÃO.

Não me canso de dizer que o desporto não faz bem apenas ao corpo. As pessoas mais resilientes tendem a ser fisicamente ativas.


Por outro lado, praticar exercícios de meditação diariamente está cientificamente comprovado que reduz os níveis de ansiedade ajudando-nos a ruminar menos e a centrarmo-nos no aqui e agora, retirando o melhor de cada experiência.

9. USE O HUMOR.

É possível que já tenha dado por si a revirar os olhos perante algumas tentativas de um familiar ou de um amigo de o animar através do humor. Quando estamos maldispostos, nem o melhor humorista do mundo será capaz de nos entreter. Mas a verdade é que as pessoas que tentam tirar o melhor partido de cada situação são precisamente aquelas que se habituaram a desdramatizar brincando muitas vezes com as próprias dificuldades. Nenhum problema demorará mais tempo a ser resolvido só porque você é capaz de se rir da situação.

10. RESERVE ALGUM TEMPO PARA ALIMENTAR OS SEUS SONHOS.


Quando estamos mergulhados em dificuldades é difícil continuar a sonhar. Quando há mil e um assuntos pendentes, quando o tempo escasseia e achamos que é preciso usar cada minuto na resolução dos problemas, pode ser difícil prestar alguma atenção àquilo que nos move, àquilo que nos faz sonhar. As pessoas que melhor lidam com o stresse – e que melhor enfrentam os problemas – são aquelas que reservam algum tempo para alimentar os próprios sonhos, para se focarem nas mudanças que desejam, mesmo que elas não possam ser concretizadas hoje.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...