A PSICÓLOGA NO FACEBOOK     |     VÍDEOS     |     CONSULTÓRIO     |     PÁGINA INICIAL

26.2.14

LIMÃO AZEDO PROCURA METADE DE LARANJA PARA RELACIONAMENTO SÉRIO


Algumas pessoas vivem num mundo encantado que lhes permite identificar sem pudores um conjunto de características que gostariam de encontrar num parceiro. Consideram-se suficientemente especiais ao ponto de exigirem este mundo e o outro e dizem abertamente que não se contentam com pouco. Teoricamente eu subscreveria essa postura assertiva. Não fosse o facto de, na maior parte destes casos, estarmos a falar de pessoas que não possuem qualquer sentido de justiça. Ou de responsabilidade. Não são pessoas assertivas e muito menos possuem as características que reivindicam. Na prática, não possuem sequer um décimo dessas características.

São ressabiadas, impulsivas e invejosas. Mostram-se doces como rebuçados mas apenas enquanto lhes convém. Conquistam com palavras que dizem aquilo que não sentem. Mostram-se solidárias e apoiantes. Mas, por dentro, torcem para que tudo na vida dos outros dê errado. E vibram com o insucesso alheio. À primeira oportunidade mostram a sua amargura e esperam que os outros as desculpem. Elas, por sua vez, não são capazes de qualquer pedido de desculpa. Vivem demasiado centradas no próprio umbigo, nos próprios caprichos. Zangam-se muito e quase sempre de forma incorreta. Confrontadas com a sua própria responsabilidade, com os seus erros, fecham-se sobre a sua concha, recusando-se a crescer. E então decidem que é tempo de mudar. É tempo de partir para outra porque o(a) fulano(a) com quem estão, afinal, não as merece.


Consideram-se seres únicos, fantásticos, que deveriam ser idolatrados. São apenas indivíduos narcísicos que não sabem verdadeiramente o que é o amor ou uma relação séria. Talvez nem venham a saber.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...